Domingo, 23 de Dezembro, 2007

Para lá da ausência, existe a amizade.

Um campo imenso no coração de quem não esquece os amigos.

BOAS FESTAS

 

 

 

 

Ausência

 

Que companhia, me resta hoje?!

Solto as palavras que me dão alento

Há ausência, tudo me foge!

Até as recordações do pensamento

 

 

Neste dia tudo está ausente

Resta a poesia, neste triste momento

e as batidas do coração que sente,

mais a lucidez livre do pensamento!

 

 

 

Neste silêncio macio, vou chorando

Pelos instantes felizes que não tive

Até os olhos desistem, me vão abandonando.

 

 

 

 

As mãos me vão tremendo, extenuadas

Meu sangue flui e reflui, ainda vive!

Mas extingue-se o dia de tristezas ignoradas.

 

 

 

 

 

 

publicado por rosafogo às 20:04

mais sobre mim
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

10
11
13
14
15

16
17
19
20
21

24
25
26
27
29

31


últ. comentários
Queria amiga Poetisa Rosafogo, Que das coisas simp...
Olá!Vim apenas fazer um teste, para ver se consegu...
Parabens pelo post. Falar de coisas simples por ve...
Acontece-me exactamente o mesmo, Natália! Depois d...
É assim Mªa João, dispersei-me e agora é tão difíc...
Também me perco imenso, Natália. Não penses que és...
Há séculos dizes bem MªJoão, bem que eu gostaria q...
Para mim também foi uma alegria encontrar-te Ause...
Obrigada PC é bom encontrar palavras amigas.Tento ...
Olá Martinha obrigada por vires ler, tenho andado ...
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro