Sexta-feira, 28 de Dezembro, 2007

É por natureza, uma época festiva, mas é errado festejar quando se está triste.

Tenho fé que talvez para o Ano eu me encontre sob uma nova forma física e psicológica.

O tempo tudo resolve e tudo cura,e para ajudar temos que pôr um pouco de luz, onde existe

apenas sombra.

 

 

Sonhar até à loucura

 

 

Meus olhos queimados de poesia

Abrem e fecham ao calor do sonho

Ao som das palavras que são magia

Quando o silêncio se instala, enfadonho.

 

Sedentos como riacho de Verão

Meus olhos bebem sofregamente

a liberdade que rodopia no coração

e os passos de silêncio da minha mente.

 

Descubro sonhos e a força precisa

Para  sonhar até à loucura

Adormecidos, felizes na brisa

Desta vocação que é minha ventura.

 

Fatalmente busco e fico presa

no sonho duma lágrima veloz,

na insustentável luz duma vela acesa

meus olhos tristes se encontram sós!

publicado por rosafogo às 18:32

mais sobre mim
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

10
11
13
14
15

16
17
19
20
21

24
25
26
27
29

31


últ. comentários
Queria amiga Poetisa Rosafogo, Que das coisas simp...
Olá!Vim apenas fazer um teste, para ver se consegu...
Parabens pelo post. Falar de coisas simples por ve...
Acontece-me exactamente o mesmo, Natália! Depois d...
É assim Mªa João, dispersei-me e agora é tão difíc...
Também me perco imenso, Natália. Não penses que és...
Há séculos dizes bem MªJoão, bem que eu gostaria q...
Para mim também foi uma alegria encontrar-te Ause...
Obrigada PC é bom encontrar palavras amigas.Tento ...
Olá Martinha obrigada por vires ler, tenho andado ...
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro