Terça-feira, 10 de Fevereiro, 2009

 

Observando as montanhas, bem aqui á minha frente, reparo que na base tudo é vida, tudo corre, tudo é um  movimento constante. Conforme o olhar vai subindo, apercebo-me que vai acabando tudo isto. Chegando ao cume, apenas tranquilidade, tudo é sereno tão próximo do céu, creio que só aí também se pode contemplar bem a  grandeza das coisas criadas por Deus.

Que semelhança com a Vida!  Agora tudo é sereno, quando não há tempestade....

 

No cume da montanha

 

O meu lugar é aqui nesta teia

Onde a monotonia me prende

Ou aqui no cimo da montanha, onde o ar rareia

Bem no cume! Onde meu corpo se rende.

 

Teia de caminhadas e passos repetidos

Onde grito e ao eco, ninguém responde!

Fico-me neste lugar de mortos-vivos

Numa ânsia de partir, nem sei p'ra onde!?

 

Assim me obriga a Vida a renunciar

Insiste que seja breve na despedida!

Sob ameaça de não poder atrás voltar.

 

Mas a Vida, dentro da vida ainda é desejo!

Sou uma pedra nesta montanha, caída!

É tarde, mas não perco da Vida o ensejo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por rosafogo às 19:27

Na vida há momentos em que nos sentimos perdidas, momentos em que nos sentimos sós, em que só a voz de dentro se manifesta e acompanha. É nesses momentos que temos coragem para nos ouvirmos, redefinimos estratégias e prioridades, pedimos forças, apanhamos a bússola e aí vamos nós!

Beijinhos, Natália Poeta
teladosentir a 10 de Fevereiro de 2009 às 22:49

Que bom tê-la de novo.
Um beijinho e por que não um versinho simples?

Quem dera!? Pudesse eu!
Enviar-lhe um céu de estrelas
Talvez se tornasse um Céu
A Vida pertinho delas.
rosafogo a 11 de Fevereiro de 2009 às 15:06


mais sobre mim
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
4
6
7

11

15
21

24
26


últ. comentários
Queria amiga Poetisa Rosafogo, Que das coisas simp...
Olá!Vim apenas fazer um teste, para ver se consegu...
Parabens pelo post. Falar de coisas simples por ve...
Acontece-me exactamente o mesmo, Natália! Depois d...
É assim Mªa João, dispersei-me e agora é tão difíc...
Também me perco imenso, Natália. Não penses que és...
Há séculos dizes bem MªJoão, bem que eu gostaria q...
Para mim também foi uma alegria encontrar-te Ause...
Obrigada PC é bom encontrar palavras amigas.Tento ...
Olá Martinha obrigada por vires ler, tenho andado ...
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro