Sexta-feira, 20 de Março, 2009

 

De quando em quando, fico triste, porque o não saber ou seja a ignorância é uma coisa tristonha. Eu quero aprender, ao ver fazer tudo entendo, depois de ficar sózinha, tudo se me varre da memória. Por vezes assento tudo no caderninho de notas, mas nem assim por isso

eu acho que é mesmo da idade, outros acharão que é muita informação duma só vez.

É que vejo tudo tão certinho nos outros blogs dos meus amigos e tristemente no meu há

sempre qualquer coisa que falha.

 

Hoje Sou

 

Hoje sou um triste castelo em ruína

Não resta pedra sobre pedra. estou ruindo!

Este tempo que os meus alicerces mina

É como um raio que não perdoa, vai caindo.

Hoje sou um velho castelo solitário

Sereno onde o tempo velho se faz sentir!

O  vento louco duma Vida  pouco solidário

Fazendo de muralha dura, que não quer ouvir.

 

Cai sobre mim negra tempestade

Ficou comigo só um estranho amor

E tanta emoção de poeta da saudade

Que  canta, até ter na fronte gotas de suor.

Onde floresceu Vida e foi Verão

É agora sombra dum vasto arvoredo

Estéril  já de amor e de paixão

Desfeito o coração e  com a alma a medo.

 

 

 

 

 

sinto-me: desmemoriada
publicado por rosafogo às 21:57

Quero começar por lhe dizer que gosto do seu blog. Acho que o personalizou com a introdução que sempre faz. Para além da publicação dos seus poemas que penso ser o objectivo principal, tem vindo a embelezá-lo com fotografias muito bonitas e com bela música (coisa que não sei fazer). Claro que este mundo da globosfera é um “mundo” e nós só agora começámos!...

O poema de hoje:

É bonito. Reflecte mágoa e pessimismo! Não acaba como é habitual, com um lampejo de esperança. Os velhos castelos merecem o nosso respeito e admiração e hoje são alvo de todos os cuidados de preservação e tratados como preciosidades pelos saberes que nos transmitem nesta herança dos tempos. Saber cantar as suas glórias é um dom maravilhoso!
Um beijinho amigo
Maria de Jesus
Maria de Jesus a 21 de Março de 2009 às 00:29

Olá

Eu sou muito palradora, daí a minha vontade de escrever sempre um pouco antes de postar a poesia.
A Mª. de jesus , sabe bem que eu me excedo um pouco, gosto muito de falar, de ouvir também e de cantar, nem se fala,
ás vezes sou divertida, nem sempre, porém se apanho companhia não páro. Ainda não me viu dançando!
Quanto aos poemas, na sua maioria saiem tristes, porque há sempre aquele lado difícil que eu não consigo calar
que é o estrago que o tempo nos vai fazendo. Cada dia que passa se torna mais evidente que o melhor da vida se vai escapando e aceitar não é fácil.

Mas vai-se vivendo, resta conformar-me
Bom fim de semana e obrigado por bocadinho de conversa de que tanto necessitava.

Um beijinho amigo
rosafogo a 21 de Março de 2009 às 19:57

Oi Maria de Jesus , não repare na forma como escrevi o seu nome no comentário anterior, estas coisas em directo ás vezes acontecem.
Boa noite para si
Um abraço
rosafogo a 21 de Março de 2009 às 20:06

Esqueci de falar das fotos, que é outro dos meus passatempos preferido, assim como a música esta não pode faltar
no carro ou em casa e quando não há canto eu. Quem me vale nestas andanças, são os meus netos mas é só quando
os apanho aqui em casa, então agora um deles, criou-me um blog de fotos mas está muito no início. O link é o segunte
http://margemderio.hi5.com.
Como vê eu bem quero aderir a estas novas tecnologias, mas tem que ser devagar, ainda estou muito verde.

Beijinho
rosafogo a 21 de Março de 2009 às 20:41

Olá rosafogo! Em primeiro lugar devo dizer que este seu espaço é lindíssimo e em nada fica a dever aos demais. Reforço a opinião expressa no comentário anterior; as suas notas introdutórias são, para além de uma mais valia, o seu toque especial qual marca registada que faz a diferença. A beleza do que escreve ( embora hoje seja um tema triste) é que nos faz vir aqui saudá-la e sentir em si uma amiga de quem não nos queremos separar. Abraço grande.
manu a 21 de Março de 2009 às 17:21

Acha bonito?!
Que hei-de dizer dos seus, tudo alinhado, certinho, aí sim perfeição! Talentosa Poesia!
Aqui tudo é bem mais simples, que posso fare? Mas as palavras amigas não nos deixam desistir, e é sempre uma alegria
verificar que se tem amigos.

Obrigado, fiquei muito animada
Um grande abraço
rosafogo a 21 de Março de 2009 às 20:04

Amiga, o teu blog está lindíssimo, não fiques assim!
Podes ter a certeza de que isto, para as pessoas da nossa geração, não é mesmo nada fácil! Nada, nada! E, como quremos aprender tudo ao mesmo tempo, recebemos uma excessiva carga de informação completamente diferente daquilo a que nos habituámos desde pequeninas. Nunca tentes competir, em termos de informática, com alguém que tenha menos de 45 anos. Os mais jovens, então, parece que já nascem com a informação toda programadinha! Nós cá vamos fazendo o que podemos, ao nosso ritmo. Tudo bem. Os meus blogs têm montanhas de falhas! Acredita que é verdade.
Um abraço grande.
poetaporkedeusker a 21 de Março de 2009 às 22:07

A tua opinião e as tuas palavras, são muito importantes para mim, ainda bem que me visitaste, obrigado pela tua presença sempre amiga. De facto é como dizes os mais novos, sabem tudo e depois actuam tão depressa, mexendo
aqui e ali com uma rapidez tamanha que eu por mais atenção que tenha não consigo acompanhar.E$stou sempre dependente deles.Sabes eu também sou muito inconformada, quero tudo, logo, porque quero e nem sempre os miúdos
têm paciência para me aturar.Mas de qualquer modo o que mais me importa é postar a poesia que é o que eu mais gosto .

Maria João um abraço grande e bom domingo para ti
rosafogo a 21 de Março de 2009 às 22:30

Fui espreitar as suas fotos e fiquei maravilhada! Tentei comentar lá mas não consegui. A das gaivotas acho-a uma MARAVILHA!!! Mas também adorei outras sobre o mar, aquelas onde predomina o amarelo/laranja, com im sol imemso!!! As flores, paisagens. Enfim, gostei de tudo! Percebi que viajou ao Egipto. Sou admiradora dessa civilização mas nunca lá fui. No entanto conheço alguns dos monumentos fotografados assim como a sua história.
Deve ter uma boa máquina, sabe usá-la, e tem arte e sensibilidade para captar o que de belo vê.
Um beijinho
Maria de Jesus
Maria de Jesus a 21 de Março de 2009 às 23:06

Obrigado pelo seu interesse e pela sua opinião acerca das fotos. Brevemente colocarei outras que para mim estão maravilhosas, é um gozo muito grande este de ter oportunidade de fotografar coisas belas.O tempo não é muito para o que eu gostaria de fazer, mas pouco a pouco vou conseguindo.

Que bom que foi ver, já fiquei mais entusiasmada
um beijinho, até sempre
rosafogo a 22 de Março de 2009 às 00:07

Tenho viajado bastante, algumas viagens foram feitas através do CCD, outras com amigos e familiares.Daí ter fotos
do Egipto, Tunísia,Turquia,Cuba,Escócia,Andorra,Espanha,França.Itália,Alemanha,Austria,Suiça,Inglaterra não sei se me escapou algum país, mas falta-me visitar um onde já estive no aeroporto, mas não passei daí que é a Holanda, anseio ir para fotografar, lá tenho a certeza que me vou perder. A minha máquina é sómente digital não tem nada especial.
Dia 10 do próximo mês vou á Polónia, que também deve ser maravilhoso.

Adoro viajar, como não consegui em mais nova, agora eu e o meu marido cada um com a sua máquina, lá vamos todos os
anos dar umas voltinhas. Eu sou arrojada, não tenho medo do avião, mas ele sim é um pouco doentio.

Desculpe esta já longa conversa e obrigado pela atenção
rosafogo a 22 de Março de 2009 às 00:24

Que sorte a sua, estar estéril de tanto amor e paixão, mulher amada é mulher segura de si, feliz por ser quem é! Mas como amor não seca, imagino que as suas culturas, as suas flores se sintam viçosas porque são regadas pelo líquido do amor! A ambivalência está sempre presente no que escreve, identifico-me consigo, somos inquietas, estamos em permanente busca, em constante procura de nós, de outras coisas... mas o mais imporante é que não desistamos de encontrar o afecto que demos que dar a nós mesmas, talvez assim possamos serenar!

Rita
teladosentir a 22 de Março de 2009 às 21:16

Olá Ritinha, que saudades já tenho suas, verdade.
Cheguei a semana passada de Itália, e então tenho falhado aos nossos passeios, quem sabe a semana que vem irei.
Também já me conhece, sabe que não sei estar quieta, é um desassossego por fora e por dentro, sempre na expectativa de me encontrar, para finalmente serenar um pouco. Se não é a poesia, é a leitura, as viagens, a fotografia, os bordados
e depois fica tudo um pouco inacabado.Cá dentro é uma desarmonia, mas que fazer?

Um beijinho de amizade
Gostei da visita
rosafogo a 22 de Março de 2009 às 22:21


mais sobre mim
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
18
21

23
25
26
28

29
30


últ. comentários
Queria amiga Poetisa Rosafogo, Que das coisas simp...
Olá!Vim apenas fazer um teste, para ver se consegu...
Parabens pelo post. Falar de coisas simples por ve...
Acontece-me exactamente o mesmo, Natália! Depois d...
É assim Mªa João, dispersei-me e agora é tão difíc...
Também me perco imenso, Natália. Não penses que és...
Há séculos dizes bem MªJoão, bem que eu gostaria q...
Para mim também foi uma alegria encontrar-te Ause...
Obrigada PC é bom encontrar palavras amigas.Tento ...
Olá Martinha obrigada por vires ler, tenho andado ...
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro