Terça-feira, 16 de Março, 2010

 

 

Há quanto tempo por fora, tenho que confessar que já não dou conta de tudo, agora ando

pelo recanto das letras, pelos fios do infinito e claro no luso poemas, este último um

tanto polémico, sempre alguém se julgando melhor,  o que é bem possível no meio de tantos a escrever, haverá sempre os que mais sabem os que melhor se exprimem, mas

gosto de desafios por lá tenho andado. Agora é difícil deixar, criei também amizades, que

diáriamente lêem o que escrevo,  também tem  havido lançamentos de livros de vários poetas amigos  onde procuro sempre estar  presente e tem sido interessante, talvez me sinta mais desenvolta agora ,embora haja muita coisa que eu ainda tenho para aprender.

Hoje deixo algumas fotos da minha viagem a Budapeste, tiradas das minhas imagens,

um pouco sem ordem, mas todas elas desta linda cidade e seu rio Danubio.

 

E como sempre um poema.

Este meu blog, não sei o que lhe fiz perdeu sua brancura, lá terei que pedir auxílio, pois

não consigo que volte à cor que tinha.

 

 

HOJE ABRI UM SOBRESCRITO

 

 

Hoje abri um sobrescrito

Havia nele folha em branco

Nada nele me havias dito

Porquê todo este meu espanto!?

Também nada redigi, fiquei parada

Deixei correr o marfim

O amor em branco não é nada.

E este amor era assim.

 

Reconcilio-me com a solidão

Minhas forças restabeleço

Parto para outra emoção

Rasgo este sonho e esqueço.

Fico um pouco abatida

Depressa me recomponho

Se este amor não tem saída

Esqueço o sobrescrito e o sonho.

 

Que missiva impertinente

Que a mim não  dá sossego

Que foi feito do amor da gente?!

Que ainda é grande o meu apego?!

 

Olho também o bilhete

Dessa mesmo ocasião

E uma flor dum ramalhete

Com que adoçaste meu coração.

Hoje estou resignada

Ouço ainda teus passos no soalho

Se este amor não deu em nada

Para quê tanto trabalho?!

 

Volto a esconder meu tesouro

Mas sou franca por natureza

Ainda p'ra mim vale ouro!

Era AMOR tenho a certeza

 

rosafogo

 

 

 

 

 

.



 

sinto-me: Feliz
publicado por rosafogo às 14:32

Bravooooooooooo!!!! Gostei muito. Espero que estejas bem querida Tia. Bjos da tua Sobrinha Vera
Vera a 17 de Março de 2010 às 20:04

Então já voltaste? E tudo bem não é verdade, assim desejo
que tenha ficado retido na lembrança para quando fores da minha
idade recordares e escreveres.

Beijinhos para ti e para o Nuno
fiquem felizes
natalia
rosafogo a 18 de Março de 2010 às 19:06

Olá Natália,

Bom regresso a "casa"!
Como ja deves ter reparado deixei o "Luso..." e voltei às origens.
Espero ver-te/ler-te por aqui mais vezes!

Abraço.
PC
Paulo César a 17 de Março de 2010 às 21:05

Hoje mesmo vou ler o Chão, ver o que por lá há.
Aquilo no Luso está de mal a pior, mas no fundo é mesmo um desafio.
O recanto das letras é mais calmo, também lá vou diáriamente.
Estou aborrecida aqui com as cores com que sem querer pintei
esta minha casa e agora não sei como recolocar a primitiva cor.
Vejo mal e isto está muito escuro.
Obrigada por teres vindo atá cá.
Então e novidades?!

Beijinho para ti amigo, que esteja tudo bem
natalia
rosafogo a 18 de Março de 2010 às 19:09

Amiga Natália. Já algum tempo que vinha aqui espreitar e nada via. Hoje fico feliz por aqui encontrar escrita, o poema se vê mal perante a cor da letra, se sentes esse problema na escrita perante outros sempre assim. Sabes amiga um mal das pessoas é a inveja, e logo que vêem alguém que consiga melhor, eles tem esse procedimento. Eu gosto de te ler.
Beijinho fica bem. Lisa
maripossa a 17 de Março de 2010 às 23:53

Olá Lisa, também fiquei feliz por encontrar-te, desejo muito que estejas bem.
Obrigada pelas palavras de carinho que me deixas.
Olha amiga ainda não sei muito bem mexer com estas coisas, e nem sei como voltar
com a cor que tinha, lá terei que pedir ajuda.

beijinho e fica bem
rosa
rosafogo a 18 de Março de 2010 às 19:13

Natália. Sempre me encontrarás por aqui,venho visitar os amigos,se eles escrevem eu dou a minha opinião ea minha amizade.Beijinho e o melhor.Lisa
maripossa a 21 de Março de 2010 às 19:40


mais sobre mim
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
25
26
27

28
29
30
31


últ. comentários
Queria amiga Poetisa Rosafogo, Que das coisas simp...
Olá!Vim apenas fazer um teste, para ver se consegu...
Parabens pelo post. Falar de coisas simples por ve...
Acontece-me exactamente o mesmo, Natália! Depois d...
É assim Mªa João, dispersei-me e agora é tão difíc...
Também me perco imenso, Natália. Não penses que és...
Há séculos dizes bem MªJoão, bem que eu gostaria q...
Para mim também foi uma alegria encontrar-te Ause...
Obrigada PC é bom encontrar palavras amigas.Tento ...
Olá Martinha obrigada por vires ler, tenho andado ...
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro