Domingo, 04 de Novembro, 2007
Hoje o dia esteve cinzento e a noite está triste sem uma única estrela a alegrar o firmammento.

E neste moer de tempo, vou mastigando a vida um pouco sem rumo.

 

 

 

Lembrança de menina

Foi ontem, era menina!

Com laços e com sorrisos

Oiço ainda aquela voz pequenina

E vejo os cabelos, pretos e lisos.

Era fruto a amadurecer!

Lua mentirosa no Céu!

Gaivota deixando-se envolver

Rouxinol que a cantar adormeceu.

Trazia já sede de poesia!

Na mente, nasciam flores!

Minhas asas livres batia

E nos sonhos tinha amores!.

Agora mal me conheço

Tenho aquele(ontem) vazio!

E ao recordar reconheço

Que a Vida está por um fio!.

publicado por rosafogo às 17:38

mais sobre mim
Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

7
8
9
10

11
15
17

24

25
28
29
30


últ. comentários
Queria amiga Poetisa Rosafogo, Que das coisas simp...
Olá!Vim apenas fazer um teste, para ver se consegu...
Parabens pelo post. Falar de coisas simples por ve...
Acontece-me exactamente o mesmo, Natália! Depois d...
É assim Mªa João, dispersei-me e agora é tão difíc...
Também me perco imenso, Natália. Não penses que és...
Há séculos dizes bem MªJoão, bem que eu gostaria q...
Para mim também foi uma alegria encontrar-te Ause...
Obrigada PC é bom encontrar palavras amigas.Tento ...
Olá Martinha obrigada por vires ler, tenho andado ...
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro