Domingo, 04 de Novembro, 2007

Ainda por detrás das nuvens, sempre aparece o Sol, embora os dias vão começando a abandonar o Outono e a dar lugar ao começo do Inverno.Com o envelhecer do dia cada vez mais cedo, no final deste,  os pensamentos também de certo modo ficam tristes. No entanto sempre se descobre alguma coisa boa, para fazermos , como por  exemplo o podermos aconchegarmo-nos mais cedo no nosso sofá a ler um bom livro.

 

 

 

Loucura

 

 

Foi o tempo de dormir de lã

Onde havia sonhos e loucura

Onde me abria como uma romã

E tu disfrutavas com ternura.

 

  

Foi o tempo de dormir de linho

Onde havia a festa dos sentidos

 E eu percorria o caminho

Com palavras doces nos ouvidos.

 

 

 

 

 

 

 

Chegou o tempo de ficar acordado

A colorir o tempo de lembranças

Desse dormir doce já passado

Vislumbrando réstias de esperanças!.

publicado por rosafogo às 17:39

mais sobre mim
Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

7
8
9
10

11
15
17

24

25
28
29
30


últ. comentários
Queria amiga Poetisa Rosafogo, Que das coisas simp...
Olá!Vim apenas fazer um teste, para ver se consegu...
Parabens pelo post. Falar de coisas simples por ve...
Acontece-me exactamente o mesmo, Natália! Depois d...
É assim Mªa João, dispersei-me e agora é tão difíc...
Também me perco imenso, Natália. Não penses que és...
Há séculos dizes bem MªJoão, bem que eu gostaria q...
Para mim também foi uma alegria encontrar-te Ause...
Obrigada PC é bom encontrar palavras amigas.Tento ...
Olá Martinha obrigada por vires ler, tenho andado ...
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro