Domingo, 04 de Novembro, 2007

Quando a Vida já vai longe começa a pensar-se naquilo que se devia ter feito e não se fez.

Surge às vezes uma sensação de vazio, parece que algo ou alguém nos desviou do nosso destino.

 

 

 

 

Esquece o tempo

 

 

Tens o tempo, todo no teu rosto!

Maldição?! Seja ou não é certo!

Que o tempo te trouxe algum desgosto

mas os sonhos ainda te sorriem de perto.

 

Tempo, todo o tempo caído no vazio!

Como se entrasses em sonolência

Tempo que corre dia e noite, como rio

Sorriso morto?! Olhos sem existência!

 

Cerram-se as pálpebras,negas-te a ver 

as rugas silenciosas à tua volta

E é a dor, do tempo não poder deter!.

 

Resistes?!. Queres ir mais além!

Ás vezes feliz deixas um sorriso à solta

E esqueces o tempo,que não se detém!.

publicado por rosafogo às 17:40

mais sobre mim
Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

7
8
9
10

11
15
17

24

25
28
29
30


últ. comentários
Queria amiga Poetisa Rosafogo, Que das coisas simp...
Olá!Vim apenas fazer um teste, para ver se consegu...
Parabens pelo post. Falar de coisas simples por ve...
Acontece-me exactamente o mesmo, Natália! Depois d...
É assim Mªa João, dispersei-me e agora é tão difíc...
Também me perco imenso, Natália. Não penses que és...
Há séculos dizes bem MªJoão, bem que eu gostaria q...
Para mim também foi uma alegria encontrar-te Ause...
Obrigada PC é bom encontrar palavras amigas.Tento ...
Olá Martinha obrigada por vires ler, tenho andado ...
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro