Domingo, 04 de Novembro, 2007

Quando as coisas se fazem porque simplesmente gostamos, as coisas acontecem.É bom que o sonho faça parte da nossa vida!.

 

 

 

Travo Amargo

 

 

 

A minha mente é um mar imenso

Onde a Vida nem sempre faz sentido!

Sonhos sombrios e um vazio intenso

Que fazem da esperança, tempo perdido.

O peito não bate, a voz calada

Prescuto a lembrança e consigo!

Trazer à superfície da memória apagada

A saudade, à semelhança dum abrigo.

Envolvida no meu próprio destino

Iludo a realidade e o sonho

Deixo a maré da mente sem tino

E às vezes choro e não me envergonho!.

Vou vivendo até que me deixe o tempo

Contra o destino nada há a fazer

Ficam as lágrimas, surge o desalento

Meu coração é um cavalo a enlouquecer!.

E quando o azul do mar da minha mente

Me abandonar nesse imenso mar

Ficarei como concha abandonada simplesmente

E nas lágrimas o alívio irei encontrar.

publicado por rosafogo às 17:42

mais sobre mim
Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

7
8
9
10

11
15
17

24

25
28
29
30


últ. comentários
Queria amiga Poetisa Rosafogo, Que das coisas simp...
Olá!Vim apenas fazer um teste, para ver se consegu...
Parabens pelo post. Falar de coisas simples por ve...
Acontece-me exactamente o mesmo, Natália! Depois d...
É assim Mªa João, dispersei-me e agora é tão difíc...
Também me perco imenso, Natália. Não penses que és...
Há séculos dizes bem MªJoão, bem que eu gostaria q...
Para mim também foi uma alegria encontrar-te Ause...
Obrigada PC é bom encontrar palavras amigas.Tento ...
Olá Martinha obrigada por vires ler, tenho andado ...
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro