Domingo, 05 de Abril, 2009

 

Hoje estou a despedir-me das minhas flores, fico na esperança de as encontrar viçosas quando regressar de novo daqui a três semanas. Deixo-as lindas e vou triste, espero que a rega não avarie e não as deixe morrer.Bate-lhes levemente a aragem do vento que hoje é

quase quieto e o leve movimento que lhes provoca, eu imagino que será a sua maneira também de se despedirem de mim. Ao meu lado  tenho o meu gato  Jimmy que não desiste de apanhar os pobres dos gafanhotos para me oferecer, depositando- os aos meus pés, o que me provoca um grandessísimo susto.

 

Espantalho

 

Trai-me o tempo

Velha história!

Trai-me o tempo e a memória!

Espantalho! De mim se afugenta a Vida

Estou num beco sem saída!

Olho e à minha volta

Andam nuvens ilusórias

Folhas mirradas voando

E eu espantada, perdida, solta

Histórias, inventando.

Na seara, já lá no fim

Sou espantalho de afugentar

Já fujo também de mim.

E para aqui fico solitária a olhar!?

Chapéu negro, lenço ao pescoço

Vozes de quem? Só eu ouço!

Casaca de remendos às cores

Garridas, a condizer com as flores!

Pregadas com martelo e prego

As flores que tenho ao peito

Entristecidas, não nego

Regadas com lágrimas,neste meu jeito!

 

Onde está o Sol luminoso?!

O outro?O do tempo verdadeiro?!

Ser espantalho é custoso!

Mas assim sou a tempo inteiro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por rosafogo às 14:03

Olá Tibéu

Sabes eu adoro flores, e sinto sempre saudades quando tenho que regressar á cidade e as deixo sózinhas.
Fiquei surpreendida com a tua visita, agradável diga-se, ganhar mais uma amizade virtual é bom. Obrigada.

beijo
rosafogo a 8 de Abril de 2009 às 15:58

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
4

6
7
9
10
11

12
13
14
15
16
18

19
20
22
23
25

26
28
29
30


últ. comentários
Queria amiga Poetisa Rosafogo, Que das coisas simp...
Olá!Vim apenas fazer um teste, para ver se consegu...
Parabens pelo post. Falar de coisas simples por ve...
Acontece-me exactamente o mesmo, Natália! Depois d...
É assim Mªa João, dispersei-me e agora é tão difíc...
Também me perco imenso, Natália. Não penses que és...
Há séculos dizes bem MªJoão, bem que eu gostaria q...
Para mim também foi uma alegria encontrar-te Ause...
Obrigada PC é bom encontrar palavras amigas.Tento ...
Olá Martinha obrigada por vires ler, tenho andado ...
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro

subscrever feeds