Sábado, 23 de Maio, 2009

 

A minha POESIA é tão preciosa para mim como a amizade e o carinho dos amigos que vêm

espreitar este meu recanto de paz. E eu fico grata a Deus por me dar esta possibilidade de

lidar com a poesia e também de despertar nos amigos a sua curiosidade, pois não sendo as palavras de estímulo e ânimo que eles que me entendem ,me deixam, ficaria só comigo ,talvez arrumada numa gaveta.Assim por outro lado, a comunicação saudável que há entre nós, que temos os mesmos gostos, as mesmas ansiedades,que  umas vezes estamos tristes outras alegres, faz-nos sentir que não estamos sózinhos nesta caminhada que é a Vida.

E já que a Vida de pobre é escura, aqui trago mais uma poesia, que espero deixe algum raiozito de luz.

 

 

Escrevo com a alma

 

 

A Poesia me dá paz!

Toca-me o coração.

Só a poesia é capaz

De me tornar nascente, de água serena!

Só a Poesia me acalma!

Nela mato a sede e procuro a razão

Pego na pena!?

Mas escrevo com a alma.

 

Solidão de mãos estendidas

Que se unem, ainda que desiludidas

A Vida é um jogo

Com um ponto de partida

E eu me interrogo?!

Até quando vai esta Vida.

 

A juventude é fornalha arrefecida

Como foi triste perdê-la!

Se voltasse ao ponto de partida?!

Mais atenta estaria ao vivê-la.

Canto e a minha tristeza fica maior

Já a lonjura me leva p'la mão

Mas a Poesia me dá o calor

Toca-me o coração!

 

Fica o meu riso em suspenso

Tenho rugas resignadas de amargor

Nestas remoídas horas eu penso?!

Como é por ela grande o meu Amor.

Duros, são estes tempos do nada

Quando o coração, bate insatisfeito

Mas a Vida não está acabada!

Vivê-la, não há outro jeito.

 

Tenho a poesia sempre  por  perto

Pequenina de ambição, maior na fortuna

E a Vida já não me parece um deserto

E a tristeza, já me parece inoportuna.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me: Ausente
publicado por rosafogo às 15:42

Olá Amiga Natália. Tenho pena que estivesses tão nostálgica, ao escreveres esta linda poesia, narrando o tempo que já passou. Pois para o tempo passar é indispensável que os anos também passem, gostava de saber que te sentes muito feliz, por já teres chegado a onde chegaste. Contam-se por muitos biliões, os que não chegaram onde nós já chegamos. A vida é isto mesmo, e agora o melhor que podemos tirar dela é: É viver cada dia com vista, a que pode ser o ultimo, melhor, viver cada dia o melhor e mais intensamente possível, quem sabe se haverá um amanhã. Eu mesmo assim adicionei aos meus favoritos, porque é lindo de mais para ficar num só local na Net. Um beijinho E tudo de bom. E viva a vida que é tão bela. Eduardo Gonçalves.

Fisga a 24 de Maio de 2009 às 10:46

Olá Amigo Eduardo, cheguei agora fui tomar um café, para animar o dia.
Pois é meu amigo, a Vida voa, e quem não aproveitar, chega a um ponto em que já pouco pode fazer.Mas é como dizes Eduardo foi bom termos chegado aqui, e com saúde sempre vamos querer estar um pouco mais, porque é lindo ver o nascer ou o pôr do sol,e outras coisas mais, como por exemplo ter amigos, que nos deixam palavras de animo para continuarmos . Fiquei contente que tivésses gostado da poesia, olha o nosso passado teremos sempre que lembrar e eu até fui feliz na minha aldeia por isso sempre esta tentação de falar do mesmo. Mas aguarda, que vêm mais a seguir.
Vou seguir o teu conselho e viver o melhor que possa, sabes que eu gosto muito de viajar, então de vez em quando lá vou dar mais uma voltinha.
Obrigado por me adicionares, tudo bom para ti também e bom domingo

Um beijinho da amiga Natalia


Olá Amiga Natália. Sabes amiga Porque eu gosto de dar conselho aos amigos que vivam a vida. Porque eu hoje me arrependo de muitas coisas que podia ter feito e não fiz hoje tenho pena mas é tarde e o relógio não volta a trás. Eu também tive quem me avisasse, e não liguei, mas agora torço e não deita nada. É isso que me move a incentivar as pessoas amigas a não deixar nada apara amanhã porque pode ser tarde. Vai amiga Viaja, diverte-te e goza a vida, porque o amanhã ninguém sabe se chegará para nós. Beijinho Amiga Natália. E resto de bom Domingo. Eduardo Gonçalves.
Fisga a 24 de Maio de 2009 às 16:29

Tens razão em tudo o que dizes, há que aproveitar o tempo, o meu pouco mais é que o teu, e como sabes não quer dizer nada esta história da idade. Por isso também tu ainda estás a tempo, se Deus quiser ainda tens muito á tua frente. Vamos passando algum dele aqui a conversar e atrocar impressões uns com os outros. Somos um bom grupinho de amigos e isso vai-nos dando alguma alegria.
Amigo Eduardo, inicia bem a semana, com boa disposição
Um beijinho
Natalia

Olá Amiga Natália. Olha minha Amiga Natália. Eu sou mais mau para mim próprio do que para as pessoas amigas aqui do blog. Não me estou a chorar, e nem tenho pena de ser assim, antes pelo contrário, gosto bastante de ser amigo com letra grande. O que não me agrada é eu ser mau para mim próprio, mas tal como no contrário, eu não tenho culpa de ser assim. Todas as medalhas têm duas faces, a minha é, por um lado sou amigo dos meus amigos, e pelo outro sou inimigo de mim mesmo. Paciência. Não tem outra forma. Por ser assim é que só dou os conselhos que eu gostaria de ter tomado quando também mos deram a mim. Um beijinho deste amigo Eduardo Gonçalves.
Fisga a 25 de Maio de 2009 às 12:49


mais sobre mim
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

2

4
5
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
21
22

24
25
27
29
30

31


últ. comentários
Queria amiga Poetisa Rosafogo, Que das coisas simp...
Olá!Vim apenas fazer um teste, para ver se consegu...
Parabens pelo post. Falar de coisas simples por ve...
Acontece-me exactamente o mesmo, Natália! Depois d...
É assim Mªa João, dispersei-me e agora é tão difíc...
Também me perco imenso, Natália. Não penses que és...
Há séculos dizes bem MªJoão, bem que eu gostaria q...
Para mim também foi uma alegria encontrar-te Ause...
Obrigada PC é bom encontrar palavras amigas.Tento ...
Olá Martinha obrigada por vires ler, tenho andado ...
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro