Terça-feira, 26 de Maio, 2009

ESTE  TROFÉU, FOI_ME OFERECIDO PELO MEU GENTILÌSSIMO AMIGO DO BLOG

AMADORDOVERSO, ao qual agradeço, assim como a sua amizade que muito prezo.

Só hoje o fui buscar, mas nunca é tarde e que bem que fica aqui no meu cantinho.

 

Hoje parei para pensar .

A Vida, pareceu-me uma teia, tão bem urdida, que uma vez apanhados, não vislumbro dia bonito, nem pôr do sol belo que me  faça pensar que não estamos nela encurralados.

Por mais que me digam, e por mais que eu ache o sofrimento inútil , por nada poder fazer,

a verdade é que não consigo esquecer os dias a passar súbtilmente, sempre iguais, como que nos empurrando para nos apanhar de surpresa nalgum deles.

Queria dizer, que não se importem com os meus sobressaltos, hoje estou um pouquinho

desequilibrada, mas amanhã, aumenta o bom hunor e a descontracção e volta tudo ao normal.

 

 

Prisioneira

 

Queria ser, uma hábil aranha

Mas era uma borboleta, a pobrezinha

Que incauta, em Liberdade tamanha

Descobriu tarde que a não tinha!

Vivia no seu Mundo de fantasia

Tudo o resto ignorando!

Amava a Vida, mas também a temia

Ficou prisioneira, suspirando.

 

Asas batidas, em vão!

Era chegada a sua hora!?

E chegado o sentimento da separação?!

Da Liberdade que não tinha agora!

 

Queria ser a aranha, que está sempre no sítio preciso

Mas foi só uma borboleta, frágil, sem juízo!

E deu voltas e voltas

E a grande descoberta?!

Suas asas, não estavam mais soltas.

Porque a outra?! A Vida?! Era mais esperta!

 

Agora numa angústia sem nome

E com o peso duma íntima tristeza

Grita ao tempo que a consome

Mas da teia não se livra, tem a certeza!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me: desequilibrada
publicado por rosafogo às 21:21

Olá Amiga Natália. Excepção para duas frases. Adorei, e adicionei o teu poste, é lindo e belo. Quem como tu tem o privilégio de saber juntar as palavras como tu, Amiga, não devia fazer mais nada na vida. Não ligues, é o meu egoísmo a vir ao cimo para respirar, Estava-me a esquecer do resto do mundo. Tu me provocas esta amnésia com os teus poemas. Está lindo Amiga Natália. Parabéns. E um beijinho Eduardo Gonçalves.
Fisga a 27 de Maio de 2009 às 18:48

Olá Meu Amigo Eduardo
Fiquei intrigada com as frases que dizes não teres gostado.Mas tudo bem, gostáste no conjunto e isso me alegra, porque segundo me parece esqueceste, por momentos o duro da Vida, ficando amnésico o que ás vezes é muito bom. Olha eu ontem tive um dia triste e por isso me saíu esta esquisita poesia, mas hoje já andei feliz, cantei, ri e partilhei a minha alegria com outras pessoas e isso foi muito bom. De resto, que mais dizer-te?! Que gostei muito e que conto sempre com a tua opinião que para mim conta muito. Bem hajas, obrigado por me adicionares aos teus favoritos, nunca pensei ter a honra que os amigos me adicionassem, mas sendo assim é porque não é tão mau como eu sempre penso daquilo que faço.
Beijinho grande , até sempre
Natalia

Olá Amiga Natália. Não fiques intrigada, não há motivos para isso. No mesmo dia em que tu não estavas bem também eu mesmo estava mal, e talvez por isso me saiu aquela. Eu estava talvez carente, e gostaria de ler coisas, que falassem de amor, e as coisas que li, não só mas também, falavam de dramas da vida. Caso da Borboleta. E eu tenho este péssimo defeito de ter que por cá para fora tudo o que me incomoda. Desculpa que tu não merecias, logo tu que és tão querida e escreves coisas tão bonitas. Tocou-te a ti teres que aturar as minhas madurezas. Mais uma vez desculpa. Mas a prova provada de que eu gostei, é que adicionei aos meus favoritos. Por isso não ligues Amiga. Olha um bom fim de semana e beijinhos. Eduardo Gonçalves.
Fisga a 29 de Maio de 2009 às 18:28


mais sobre mim
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

2

4
5
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
21
22

24
25
27
29
30

31


últ. comentários
Queria amiga Poetisa Rosafogo, Que das coisas simp...
Olá!Vim apenas fazer um teste, para ver se consegu...
Parabens pelo post. Falar de coisas simples por ve...
Acontece-me exactamente o mesmo, Natália! Depois d...
É assim Mªa João, dispersei-me e agora é tão difíc...
Também me perco imenso, Natália. Não penses que és...
Há séculos dizes bem MªJoão, bem que eu gostaria q...
Para mim também foi uma alegria encontrar-te Ause...
Obrigada PC é bom encontrar palavras amigas.Tento ...
Olá Martinha obrigada por vires ler, tenho andado ...
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro