Terça-feira, 02 de Junho, 2009

Este mimo foi-me oferecido, pela amiga Maria João do Blog

POETAPORKEDEUSKER, é mesmo muito gentil, uma amiga de OURO.

 

Andava por aí a tentar ver alguns blogs da minha aldeia ou proximidades, querendo ver fotografias, mas não achei. Entretanto achei sim poesia muito boa, onde perdi parte da tarde rendida ao encanto das palavras.Não sei se mereço mas adicionei como amigo, pois dar-me-á pelo menos o prazer da leitura. Tenho pena de não ter fotos recentes da minha aldeia para poder concorrer a um desafio que se encontra no blog do meu amigo Carlos Alberto «umbreveolhar.» Seria óptimo concorrer com uma poesia, áquela bonita aldeia das LAPAS.

 

 

Para que quero ser?

 

 

Para que quero  ser?

Aquilo que já não sou?!

Se sou apenas o resto, por acontecer!

A cinza, o silêncio, a  que a Vida me votou.

Seca a memória há muito vencida

Vou apenas adiando a Vida!

Esperança?! Soltei da mão!

Mão vazia, onde só cabe a solidão.

 

Os sonhos há  muito perdi!

A vontade onde está, que não a senti.

Já não sou eu!

Sou só o passado, que me aconteceu!

Sou o peito, onde já não bate nada!

Sou a morte, mil vezes adiada!

Existo, como uma lágrima teimosa

Existo com espinhos como qualquer  rosa

Mas na Vida sou já Outono, que não se detém

Cumpro a sina, que não quiz mais ninguém!

 

Sou a história, na qual mil vezes tropeço

Nada sou, já mal me conheço.

Serão sinais de loucura?!

Ou saudades do meu Eu, na lonjura?!.

Para que  quero  ser?!

Aquilo que já não sou?

Se sou apenas o resto por acontecer!

A cinza e o silêncio, a  que a Vida me votou.

 

 

 

 

sinto-me: Amarga
publicado por rosafogo às 18:33

Lindo poema!
Rosa a tua alma tem de certeza impregnada a doçura que se lê em ti...por isso espanta para bem longe essa amargura e rende-te às estrelas que te vão embalar nos teus sonhos.
beijinho muito doce
anna
tangerina a 2 de Junho de 2009 às 19:42

Anna
Bem vinda, palavras doces as tuas.
Estas minhas poesias, são estados de alma ás vezes pouco iluminados, quando não consigo disfrutar das coisas boas da Vida. Mas são apenas momentos!O quotidiano é monótono e aí, fica-se a pensar no que não se devia, mas tudo bem.
Vou ter o maior prazer, em ir ler( ao que já ouvi dizer) , o que tu tão bem escreves.

Um beijinho grande
Natália
rosafogo a 2 de Junho de 2009 às 22:08

Bom dia Natália.
Os estados de alma, mesmo os menos iluminados são muitas vezes a ancora que precisamos partir, desfazer para se alcançar a graça da paz e serenidade, são momentos muito importantes em que cresce dentro de nós a maturidade de espirito( não a fisica pq essa acontece quer queiramos ou não), faz parte de nós todas essas etapas, vivências, ilusões, sonhos, angustia, amores, solidão, amizades..........toda esta lista de sentimentos e emoções é afinal e tão simplesmente a vida e para mim disfrutar da vida plenamente é aceitar e viver o bom e o menos bom.
Também eu e todos nós enquanto seres com emoções sentimos com frequência dias de pessimismo e nostálgia, o importante é não deixar prolongar esses sentimentos de maneira a que eles se acomodem no nosso espirito.
As poesias mais belas que já li na minha vida foram escritas em estados de alma....que procuravam a luz no tunel das palavras, as emoções que ficaram esqueçidas naquela gaveta lá em no sotão do coração.
E as tuas poesias são lindas, elevam-me e deixam-me a pensar e a sentir a vida.
Mas aqui nada disse que tu já não saibas...
Apenas queria dizer que não estás sózinha...mesmo que te sintas só!
Desculpa o comentário ser tão longo.
Já agora aproveito para dizer que adoro a música....nem imaginas a paz que me trouxe para começar mais um dia de trabalho.
Um beijinho muitoooooooooo grande.
anna
tangerina a 3 de Junho de 2009 às 09:35

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
3
4
6

7
9
10
12

14
16
17
18
20

22
23
24
26

28
29
30


últ. comentários
Queria amiga Poetisa Rosafogo, Que das coisas simp...
Olá!Vim apenas fazer um teste, para ver se consegu...
Parabens pelo post. Falar de coisas simples por ve...
Acontece-me exactamente o mesmo, Natália! Depois d...
É assim Mªa João, dispersei-me e agora é tão difíc...
Também me perco imenso, Natália. Não penses que és...
Há séculos dizes bem MªJoão, bem que eu gostaria q...
Para mim também foi uma alegria encontrar-te Ause...
Obrigada PC é bom encontrar palavras amigas.Tento ...
Olá Martinha obrigada por vires ler, tenho andado ...
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro

subscrever feeds