Domingo, 21 de Junho, 2009

Meus Amigos já viram as imagens da Minha Aldeia, colocadas no post um pouquinho abaixo deste? Vejam como são lindas e não esqueçam: está a decorrer o concurso no BLOG aldeiadaminhavida, podem votar no que gostarem mais.Obrigado pela vossa atenção.

 

Este mimo, foi-me oferecido pelo amigo do Blog UMBREVEOLHAR, de quem me considero muito amiga e fico feliz sempre que se recorda de mim. Grata ao Carlos!

 

 

  

Uma ser humano se tem amigos, nunca está só, há sempre um  amigo por perto!

Não tenho metas defenidas, esta idade já me concede que eu vá fazendo, sem me preocupar se é para hoje ou amanhã. O meu desejo é tão sómente dar-me aos amigos através da poesia, em amizade, do mesmo jeito que eles se entregam  nas palavras aqui deixadas.

É uma necessidade de aprender com eles, de ouvir o que têm a me dizer, é muito agradável este encontro de palavras.

Ás vezes complicamos demasiado a Vida e com coisas bem simples podemos encontrar tanta felicidade, como por exemplo, quando deixamos um recado a um amigo, ou deles o recebemos.

 

Não Quero

 

 

Meus cansaços já me pesam!

Trazidos p'lo caudal do tempo, serão castigo ou ameaça?!

Estas LEMBRANÇAS que em mim rezam

São suspiros de esperanças, para que a esperança renasça.

Não são inventadas, não. São verdadeiras, vigorosas!

E nesta Vida que já de mim abdica

Lembranças, são pétalas perfumadas de rosas.

Na memória, tanto labor, como cansada fica!?

 

LEMBRANÇAS entrelaço-me nelas, faço delas minha morada

São lição aprendida, que não quero esquecer!

São devaneios meus, encontros que me deixam ainda enamorada.

Ou são teias fatais, onde me deixo prender.

 

Porque meus cansaços, já me pesam!

Atormentam-me, são feridas difíceis de cicatrizar

E as lembranças de encontro ao tempo, me revezam.

No envelhecer, em que a Vida, me ficou a olhar.

Mas, hoje sinto-me perfume, espalhado no ar.

Sinto o meu murchar a reverdecer.

Mesmo com o intruso do tempo por mim a passar

Não quero! Não quero, quem sou, deixar de ser.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por rosafogo às 19:31

A vida, no seu passar deixou lembranças. Umas boas outras menos boas. Todas nos vêm à memória e como diz, podem ser: presenças constantes, lições a não esquecer, “devaneios”, “teias fatais”.
A Coabitar com as Lembranças há uma imensa força que empurra para a frente. Um sentir o perfume maravilhoso do viver. O reverdejar em cada dia que passa!
É muito intensa a forma como termina dizendo querer muito ser quem é. Ainda bem porque é uma pessoa maravilhosa. Que se sabe dar, sensível, talentosa, lutadora nesse seu jeito belo, de reconhecer a nostalgia mas negando as lágrimas com o riso.
Gostei muito!
Beijinho amigo.
Maria de Jesus a 22 de Junho de 2009 às 00:56

Ainda há dias bons, ás vezes porto-me como uma miúda, não sei até quando vai dar, este sentimento que me trás força, que em certas horas me apetece dançar cantar e até dasafiar os mais novos. Calcule amiga, que fui ao pic-nic do Tony
Carreira, com um Sol de abrasar, eu que tenho pavor do calor, mal conheço as canções do dito, e dancei desde que ele começou até que acabou de cantar. Foi uma tarde diferente, fui com a minha filha e o meu genro, fizémos os três uma festa, nunca me dei por vencida, cheguei a casa um pouco cansada mas de espírito radiante.
Esta poesia, foi feita e logo postada, embora sobre «lembranças» eu tenha umas quantas a precisar dum fim mais alegre,
para as poder aqui colocar. Mas sinceramente, também acho que não me saí mal, nesta.
Eu passo a Vida a recordar, ainda hoje me telefonou um colega de escola, já a convidar-me para o almoço deste ano que vai realizar-se mais uma vez em T. Novas, já fiquei de lagrimita e ansiosa que chegue Setembro.

Eu sou assim, que fazer?! Com esta idade já pouco posso mudar! Esta impulsividade, nasceu comigo e comigo há-de ir.

Um beijunho pelo comentário sempre agradável e amigo e me perdoe toda esta conversa em jeito de desabafo.
Tudo bom para si, são os meus desejos sinceros
Natalia
rosafogo a 22 de Junho de 2009 às 23:51


mais sobre mim
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
3
4
6

7
9
10
12

14
16
17
18
20

22
23
24
26

28
29
30


últ. comentários
Queria amiga Poetisa Rosafogo, Que das coisas simp...
Olá!Vim apenas fazer um teste, para ver se consegu...
Parabens pelo post. Falar de coisas simples por ve...
Acontece-me exactamente o mesmo, Natália! Depois d...
É assim Mªa João, dispersei-me e agora é tão difíc...
Também me perco imenso, Natália. Não penses que és...
Há séculos dizes bem MªJoão, bem que eu gostaria q...
Para mim também foi uma alegria encontrar-te Ause...
Obrigada PC é bom encontrar palavras amigas.Tento ...
Olá Martinha obrigada por vires ler, tenho andado ...
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro