Quinta-feira, 17 de Setembro, 2009

 

As fotos foram tiradas na minha viagem à Suiça, a ùltima tirei-a do cimo da montanha, ficando lá em baixo a Vila à beira dum maravilhoso lago. Foi uma viagem de sonho, pois

o familiar que fazia os seus cinquenta anos nos proporcionou este espectácculo de paisagem com a neve brilhando, espelhando-se no lago .Este local fica a 150 km de Milão.

Não me resta alternativa, estou na aldeia e só me restam estas fotos aqui prontas para

colocar.... a falta que me fazem os netos! Ainda não aprendi!?

 

Ansiedade

 

 

Chove nos píncaros na alma minha

Deixei a juventude! Não!?

Foi ela que me deixou!?

Faço das  tripas coração sigo  sózinha,

Restam-me migalhas, é tudo o que restou.

Caem em mim brancas neves

A estação é fria, recuso-me a entrar!

Noite escura de que me serves?!

És esperança morta, roubando meu  lugar.

 

Meu espírito se encontra na escuridão

Se esconde da hora que o espreita

É pássaro extenuado,acorrentado à respiração.

Força de  raio que  se solta, mas que a morte não aceita.

Já não sei se faz sentido

Se hei-de da Vida desertar

Meu coração me há traído?

Deixando minha alma a chorar?!

 

15h 24m - 17/09/2009

StA JUSTA

 

Mais um poema triste. numa tarde nostálgica. 

 

 

 

 

sinto-me: caída
publicado por rosafogo às 12:46

Rosafogo

Não te sintas triste e nostálgica

A vida é feita de pedaços

Apanhados aqui e ali

E de momentos escassos.

Aproveita os momentos Maiores

Usufrue deles

E me dá um pouco,
do que me foi tirado,
mas o poeta não morre
o poeta não desce
quando escreve.

O Poeta vai subindo degraus
Sempre e sempre degraus,

Quando escreve.

Ninguém o pode fazer descer,

Apenas Deus, o pode Parar!

Estive na Suiça , conheço a Suiça, tenho uma prima casada com um suiço, a viver em São Paulo- Brasil.

E dou a volta ao mundo
Mas não dou a volta à vida,
Isso não dou!

Obrigada por escreveres, com melancolia ou sem ela

E por subires degraus, de cada vez que escreves

Como eu faço,
como fazem os Poetas
Eles não descem

Só descem e se ajoelham
Quando Deus os chama!

Graças te dou, pela tua sensibilidade e beleza de alma.

O tempo vai passar,
passa depressa
e em breve,
tu vês os netos, os filhos
e de novo,
Outro lugar do Mundo!

E a nostalgia se refugia,
Noutro espaço.

Adorei escrever-te
Saber quem és
E me pertences, um pouco,
Por seres Poeta
Como eu sou
E subires comigo
Sempre,
Ao Cimo da Piramide
Onde avistas
a lealdade e a verdade
da tua Vida.

Sê Feliz, por instantes breves.
Aos poucos e lentamente
Subindo sempre,
Nunca descendo!

Beijos da,

Maria Luísa

M.Luísa Adães a 18 de Setembro de 2009 às 08:10

Minha querida poetiza

Lindo o que me deixaste
A Vida é mesmo feita de pedaços

Mas vamos tentar, ser felizes
Na poesia já me conheces
Sempre aquela queda para a tristeza
Mas tenho a certeza
que é como dizes
que vamos subindo degraus

Esqueceremos momentos maus
Nós com palavras conseguimos tudo!
Falaremos sempre do que quisermos
Ainda que o Mundo seja surdo.

E tu minha amiga
Sempre de palavra generosa
deito-te o beijinho

Amiga Rosa
(natalia)

Não quero saber-te triste.



rosafogo a 19 de Setembro de 2009 às 15:42

Querida amiga

Eu não estou triste, mas desiludida
tudo passa rápido,
rápido demais
para meu contento.

A melancolia,
é "Um Estado de Alma"
é nostalgia,
mas também é magia.

Aproveitemos o lado bom
Deitemos fora o lado mau
E continuemos dissertando
por aqui e por ali

E um dia,
sem nos apercebermos
chegámos ao lugar certo
no tempo certo,
com magia
ou sem magia
ali estamos nós
olhando o outro espaço,

Deserto de sensações
ilusões e de tudo
quanto encontrámos
e perdemos,
no caminhar da estrada
solitária e assombrada.

Mas chega a luz
e tudo se transforma
em apoteose de amor,

Mas por detrás,
sempre predomina
o nosso ser nostálgico
que é o nosso canto
de poesia brando
languescente
a chamar por nós
e a dizer:

- Eu estou aqui,
faço parte de ti!

Bonito? Eu gosto de escrever assim, por vezes, nem sempre!


Com ternura,

Maria luísa
M.Luísa Adães a 19 de Setembro de 2009 às 16:10

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
9
10
11

13
14
15
16
18

20
21
22
23
24
25
26

27
28
30


últ. comentários
Queria amiga Poetisa Rosafogo, Que das coisas simp...
Olá!Vim apenas fazer um teste, para ver se consegu...
Parabens pelo post. Falar de coisas simples por ve...
Acontece-me exactamente o mesmo, Natália! Depois d...
É assim Mªa João, dispersei-me e agora é tão difíc...
Também me perco imenso, Natália. Não penses que és...
Há séculos dizes bem MªJoão, bem que eu gostaria q...
Para mim também foi uma alegria encontrar-te Ause...
Obrigada PC é bom encontrar palavras amigas.Tento ...
Olá Martinha obrigada por vires ler, tenho andado ...
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro

subscrever feeds