Segunda-feira, 12 de Outubro, 2009
 

 

São todas flores do meu jardim, que me dão uma trabalheira, a jardinagem cansa!

Mas quando tudo está florido até eu me sinto mais jovem, vou regando, tiro as folhas

secas, tudo faço para as ver bonitas, depois quando partem é triste. As despedidas

são sempre tristes, é bom enquanto parece que elas nos sorriem, sabem que ninguém

toca que eu não deixo, só uma de quando em quando, para pôr no Santo António, que é

para Ele me continuar a ajudar, sabem, eu dou-me lindamente com o Santo, para mim é

como se só existisse ele, nunca me lembro d'outro e o que lhe tenho pedido, ao longo

da vida já é tanto que não posso ter dúvidas, ser Ele milagreiro.

Aqui ficam então algumas das minhas flores.

 

Também hoje deixo umas quadras que vou fazendo, soltas, e vou escrevendo pondo

de lado, mas hoje vou partilhá-las.

 

 

Aves Soltas

 

 

Já em mim Primavera  se fazia

Quando enfim apareceste!

Logo  em nós Amor crescia

Fui água límpida que besbeste.

 

Teu olhar negro eu olhei

Me olhaste sempre fingindo

Também a fingir fiquei 

Que Amor estava pedindo.

 

Mas hoje quando me lembro

Se seria Amor de verdade

Já nem sei se era Setembro?!

Lembro com muita saudade.

 

Quem não tem saudade do tempo?

Mesmo sendo ele malandro!

Quem me dera nesse tempo!?

Mas o tempo  foi  passando.

 

Já o tempo me está levando

Para onde? Eis o mistério.

De que me serve estar lutando

Se ele não me leva a sério.

 

Podem ser pobres minhas rimas!

Sempre tristes ou com paixão...

São como eu!? Minhas primas!

Não mentem! Eu também não!

 

Se me entrego à Poesia

Que me sustém e me absorve

Fazê-la é Dor de alegria!

Cantá-la é Dor que me consome.

 

Envio-te rosas às mãos cheias

Embora tu não me as peças!

Minhas poesias não te são alheias!?

Elas te esperam! E tu regressas!

 

 

Singelas, e leves como aves voando, no azul imenso, do céu.

 

 

 

publicado por rosafogo às 19:00

Belas flores,deve ter um jardim lindíssimo.Cara Natália,ia dar-se muito bem com a minha mãe.Ela tem uma grande paixão por flores, sobretudo rosas e pelo seu jardim.É capaz de lá passar horas a tratar das floresinhas,das plantinhas,tirar folhas,ervas,compor a corcodoa,etc...nem que lá esteja no meio a olhar para o vazio,ela está feliz pelo seu jardim.Eu confesso que não tenho mão para a jardinagem,gosto de flores mais do que plantas verdes,mas não tenho jeito,ou dou água a mais ou a menos...bem cada um o seu amor,minha mãe flores e jardim e eu os animais,cadela e gata e se pudesse eram mais :) meu pai gosta das duas coisas :) Ah e minha mãe também costuma tirar uma rosinha para por ao pé da imagem de Nossa Senhora de Fátima.
Tem graça,eu também adoro Santo António,é o meu Santo preferido :) , e também gosto muito de São Francisco de Assis, pois criou o presépio e é padroeiro dos animais,além de que é o Santo do meu dia de anos ;)

Jocas gordas
Boa semana

Lena
da Aldeia
lena a 18 de Outubro de 2009 às 21:45

Com toda a certeza nos iríamos dar muito bem eu, e sua mãe, diz muito bem,
pena que seja longe, porque eu adoro trocar pedainhos de roseiras principalmente para
dispôr, adoro jardinar é verdade e tudo pega. Já agora e antes que me esqueça dei-lhe um beijinho por mim.
Mãe é mãe, e também temos isso em comum as filhotas que adoram a bicharada.

Ali no meu jardim também só eu tiro uma ou outra florzinha para o Santo, sabes Lena já me fez muito jeito,
e me ajuda quando perco as coisas, agora que estou mais esquecida. Mas lhe pedi um namorado, ainda que tivesse
o nome dele (que eu não gosto) e sabes que ele me fez isso há 42 anos e dei-me bem por sinal, e nem queiras saber
outra quantidade de coisas onde me tem ajudado, não brinco é verdade. É por isso que eu tanto falo dele sempre
que se proporciona.

Sabes que já fui lá para votar, e desisti devido à dificuldade, não me aceitava como anónimo, doutra maneira não
consegui, mas eu sou teimosa e vou lá voltar.

Não vou esquecer o teu dia de anos, não vou não!

Beijinhos querida amiga, fica bem, espero que feliz.
Estava a esquecer-me de te dizer, ontem saíu mais uma colectãnea aqui em Loures editada pela Camara, onde vêm
mais ums poemitas meus, gostei, foi então ontem o lançamento.

E é tudo de novidades, para alé de que estou no Luso, e um bocadito cansada, mas vou bem.

Obrigada pela tua companhia agradável, já reparaste, como sou conversadora, olha se fosse com a tua mãe,
seriamos duas vizinhas que nem queiras saber.

natalia
rosafogo a 19 de Outubro de 2009 às 01:37


mais sobre mim
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
21
22
23
24

26
27
28
29
30
31


últ. comentários
Queria amiga Poetisa Rosafogo, Que das coisas simp...
Olá!Vim apenas fazer um teste, para ver se consegu...
Parabens pelo post. Falar de coisas simples por ve...
Acontece-me exactamente o mesmo, Natália! Depois d...
É assim Mªa João, dispersei-me e agora é tão difíc...
Também me perco imenso, Natália. Não penses que és...
Há séculos dizes bem MªJoão, bem que eu gostaria q...
Para mim também foi uma alegria encontrar-te Ause...
Obrigada PC é bom encontrar palavras amigas.Tento ...
Olá Martinha obrigada por vires ler, tenho andado ...
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro