Segunda-feira, 18 de Janeiro, 2010

Hoje fiz este slide com algumas fotos de Cristos cruxificados, não são todos os que possuo

mas o tempo não dá para procurar mais dado que estão em diversas pastas de fotografias

e tenho que procurar, mas dá para ver como gosto de tirar fotos de arte sacra, quando me é

possível, porque em muitas catedrais não é permitido. De  Varsóvia e Cracóvia trouxe um bom conjunto que me dá muito prazer olhar, há uma beleza nelas aos meus olhos, que nem

sei defenir, é qualquer coisa  muito transcendente e que me impele a não deixar de fotografar e trazer para casa.

Espero que os amigos que me visitem apreciem, breve faço novo slide com as restantes.

O slide desta vez parece que danificou um pouco as fotos, mas dá para ver.

 

Deixo uma poesia inédita

 

DEUS TRAÇOU

 

Alojadas em mim raízes fortes

Lembranças que vão e voltam

Vezes sem conta!

Umas, são meus desnortes

Às vezes meus ais se soltam

Vezes sem conta!

Me perco no labirinto

De pensamentos e emoções que sinto.

 

Se calhar nem sempre lembranças tão bonitas

Quanto as recordo hoje?!

Mas vá lá a gente compreender!?

Sem a saudade nestas minhas escritas

Teria medo de mais sofrer.

 

Levo algumas horas de luto

E tantas outras de Amor

Mas já trago o pranto enxuto

E até já esqueço a dor.

 

No rosto ainda uma expressão amável

A tudo o pensamento se habituou

Nada pode alterar o inevitável

Que Deus num destino traçou.

 

rosafogo

 

publicado por rosafogo às 17:28

Meu queriso amigo
dei a resposta ao seu comentário aíi mais abaixo, peço desculpa não sei como aconteceu.
De qualquer modo me tinha esquecido de dizer-lhe que a música que aqui se ouve é de Ernest Cortazar e
foi o meu neto que a tirou do youtube a meu pedido, porque é o género de música que não me cansa
acho duma beleza infinda.

abraço amigo Solitário
da rosa
rosafogo a 28 de Janeiro de 2010 às 14:46

Olá amiga Rosa. Não Há lugar a desculpa, quem nunca errou em nada? De certo, só aquelas pessoas que não fazem mesmo nada. Eu por ex. estou com uma certa vergonha, de me atrasar tanto nas minhas respostas e em tudo o mais, como seja a comentar. Mas, As obrigações não se compadecem com os obvies. E é essa a razão. Só posso vir quando o tempo dá. As minhas desculpas. Quanto à música, é de facto, um tónico, relaxante, muito grande, por ser o tipo de música que é. Não cansa, é leve e relaxante. Um beijo. Sulitario.
Sulitário a 1 de Fevereiro de 2010 às 10:31


mais sobre mim
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


últ. comentários
Queria amiga Poetisa Rosafogo, Que das coisas simp...
Olá!Vim apenas fazer um teste, para ver se consegu...
Parabens pelo post. Falar de coisas simples por ve...
Acontece-me exactamente o mesmo, Natália! Depois d...
É assim Mªa João, dispersei-me e agora é tão difíc...
Também me perco imenso, Natália. Não penses que és...
Há séculos dizes bem MªJoão, bem que eu gostaria q...
Para mim também foi uma alegria encontrar-te Ause...
Obrigada PC é bom encontrar palavras amigas.Tento ...
Olá Martinha obrigada por vires ler, tenho andado ...
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro